top of page
  • Foto do escritorPriscila Lemes Marques

O que pode acontecer com uma construtora que não respeita a segurança do trabalhador?

Segurança do trabalhador não é brincadeira de criança. Não à toa, a fiscalização está cada dia mais atenta a questões que afetam a segurança dentro dos canteiros de obras e nas grandes empresas.

Você não liga para nada disso? Acredita que sua empresa está imune aos problemas que podem acarretar a falta de segurança? Tem certeza que nada disso afeta negativamente sua imagem?

Nós vamos te mostrar que você está muito enganado e sua empresa pode se dar mal por isso, apontando o que acontece a construtores que não respeitam as normas.


Homem preocupado. Crédito: Unsplash
Homem preocupado. Crédito: Unsplash

Multas e processos

Parece óbvio, você já sabe, mas é isso. A construtora é multada sempre que a fiscalização visita a obra e descobre irregularidades na segurança no trabalhador.

As multas também ocorrem em caso de denúncias e acidentes com colaboradores e transeuntes próximos ao local.

Outro grave problema são os processos que vem em decorrência das irregularidades e multas. A construtora pode responder nas varas cível, criminal, trabalhista e até previdenciária.

Olha o tamanho do problema que você quer arrumar, hein?

Embargo nas obras

Outra consequência das multas e visitas da fiscalização é o embargo da obra.

Já pensou precisar parar no meio ou na etapa final de uma mega construção por causa de um detalhe tão simples de resolver e que deve ser prioridade no início das obras, que é a gestão da segurança dos trabalhadores?

Daí entram apenas duas soluções: entrar com um recurso para desembargar a obra ou recorrer à demolição de toda área já construída.

De qualquer forma, há aumento dos custos e atrasos na entrega. Não vale a pena correr esse risco, né?

Atrasos na entrega

Os atrasos podem ocorrer devido ao embargo da obra, mas também por dia paralisados após acidentes ou pela desmotivação dos trabalhadores.

Em qualquer que seja o caso, não é interessante para sua construtora ficar com a fama de que “entrega os imóveis com atraso”.

Prejudicam os ganhos e, na contramão, os custos aumentam. Mais tempo com funcionários, locação e aquisição de materiais, etc.

Desvalorização da marca no mercado

Enfim, a mais temida de todas as consequências: desvalorização da marca no mercado.

Anos para construir a reputação de uma empresa, para conquistar clientes, portfólio podem se desmanchar em consequência de escândalos, atrasos, multas, excesso de processos e reclamação de trabalhadores.

Ninguém quer comprar empreendimentos de construtoras com a reputação marcada.

Ninguém quer investir em construções que estão fadadas ao fracasso pelo histórico apresentado pela empresa.

Nesse caso, se torna difícil até o recrutamento de bons trabalhadores para suas obras, pois quem quer trabalhar para uma empresa que tem fama de má empregadora, que descuida da saúde e segurança dos colaboradores?

A lição que se pode tirar, antes de sofrer essas consequências é que negligenciar a vida das pessoas não vale a pena em nome de nenhuma cifra.

As cifras vão embora, as pessoas também e sua empresa junto. Tudo afunda.

Antes de dar os primeiros passos em sua construção, planeje cada etapa e inclua os equipamentos de segurança e instruções aos funcionários nessa jornada.

Sua construtora agradece. A vida também.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page